COMPOTA DE MAÇÃ, FIGO E VINHO DO PORTO

Por Hoje para Jantar

O final do verão traz dias de céu cinzento mas traz também os maravilhosos figos de pingo-mel. O calor dos dias compridos dá lugar a uma brisa fresca que pede agasalho, o que traz à memória os dias passados à volta dos tachos, na quinta dos avós, a transformar a fruta demasiado madura ou já tocada, em compotas para o ano inteiro. As cerejas, a abóbora e o tomate eram preparados com a calma e paciência que só as avós têm. Eu ficava feliz, entre tachos enormes e pesados, de ferro fundido, e colheres de pau quase do meu tamanho. 


Não havia o hábito de oferecer cabazes de Natal mas havia a tradição de partilhar sempre com os vizinhos e família, um frasco de doce acabado de fazer. Era para dar a prova, como dizia a minha avó e continuam a dizer a minha mãe e tias. Partilhar o muito ou o pouco, porque na volta, a moeda era a mesma. Fazia a vizinha um tacho de doce e lá vinha parar um frasco à nossa casa. Por isso é que me lembro de compotas tão diferentes mas que infelizmente não tenho a receita. Provavelmente vieram da cozinha de alguma vizinha. Devia ter sido obrigatório partilhar o frasco com a receita agarrada. Assim, certamente, alguns daqueles sabores ainda estariam presentes. Resta-me agora tentar reproduzir os sabores que se mantêm na minha memória, como é o caso desta compota de maçã com figos e vinho do Porto. E confesso que é um exercício bem divertido, encontrar sabores de outros tempos, dos meus tempos de miúda. Faço-o a quatro mãos, com o meu ajudante favorito, porque estes momentos são de cumplicidade e carinho. Enquanto se arranja a fruta, sai uma história de quando eu era da idade dele. Parece-lhe estranho eu não ter tido consolas nem jogos de vídeo. Mas ri-se sem parar com algumas peripécias de quem passou a infância no campo.

 

INGREDIENTES
700 g de maçã descascada

300 g de figos pingo-mel

350 g de açúcar amarelo

350 g de açúcar branco

½ cálice de vinho do Porto

2 paus de canela

Sumo de ½ limão

150 ml de água

 

PREPARAÇÃO
Prepare a compota de maçã começando por cortar as maçãs aos cubos e colocandoos num tacho. 
Junte os figos cortados ao meio.
Acrescente o açúcar, o vinho e os paus de canela.
Regue com a água para ajudar a dissolver o açúcar.
Leve a mistura da compota a lume brando, durante 1hora e meia. Retire os paus de canela e triture com a varinha mágica. 
Junte novamente a canela ao tacho e deixe apurar, até ficar em posto de estrada*.
Coloque a compota de maçã ainda quente em frascos esterilizados.
Os frascos da compota de maçã devem ser bem fechados e colocados com a tampa voltada para baixo, para formar vácuo no seu interior e impedir a formação de fungos. 


* Para fazer o teste do ponto de estrada: coloque uma colher de doce num prato e levar ao congelador por 1 minuto. Retire, passe o dedo no meio da compota de maçã e se a “estrada” se mantiver, está pronto.

EM Felicidade à Mesa | DEIXA UM COMENTÁRIO
ETIQUETAS: HOJE PARA JANTAR