Coisas em comum que têm todos os filmes de terror recomendados

Existe um paradoxo no ser humano que adoramos: às vezes desfrutamos quando temos medo. Aqui está o segredo do êxito dos filmes de terror. Estes formam parte do grupo de coisas que, ao nos darem medo, nos atraem. Há quem reconhece que não gosta deste tipo de filmes, mas de certeza que conheces a típica pessoa que não os quer ver e depois fica colado à televisão com um nó no estômago. Não nos referimos a nenhum tipo de masoquismo, mas ao prazer que se experimenta quando nos encontramos numa situação limite que leva o nosso corpo a gerar adrenalina. Mesmo assim têm de ser bons para conseguirem o efeito desejado, pois a ação de aterrorizar supõe toda uma arte. Hoje vamos descrever-te os principais ingredientes que devem ter todos os filmes que querem estar no top dos filmes de terror. Abre uma Fanta do teu sabor favorito e põe-te cómodo. Luzes, câmara… Ação!

Ingredientes dos melhores filmes de terror

Os ingredientes para que um filme de terror seja um êxito completo não são nenhum segredo. O cocktail está servido para que “morras de medo” e aqui vamos a falar da sua composição:

Um bom vilão

Todos os filmes de terror recomendados têm como elemento em comum a presença de um bom vilão, um ente que causa verdadeiro pavor ao público. Este protagonista pode ser uma pessoa (um assassino sem piedade, um psicopata, um louco...) ou outro ser não humano (um demónio, um monstro, um animal assustador...). O vilão pode ser protagonizado por um ator de renome internacional ou ser criado digitalmente. Desde que produza pânico, qualquer coisa vale!

Um argumento inquietante

O argumento dos títulos no top dos filmes de terror é sempre inquietante, com reviravoltas inesperadas. O princípio pode começar com um evento assustador (um assassinato, a morte de alguma pessoa inocente, uma catástrofe, uma viagem inesperada...), que dá lugar a um grande número de incógnitas por resolver. A partir daí desencadeiam-se os acontecimentos e as pessoas no “lado dos bons” trabalham para solucionar o problema.

Um lugar assustador

Os filmes de terror recomendados estão rodados em cenários que gelam o sangue do espetador. Em algumas ocasiões pode ser uma floresta perdida, em outras numa cidade cinzenta e rodeada de delinquentes, e em outras um castelo perdido no meio do nada e cheio de fantasmas. Como comentávamos, filmar num lugar assustador é básico para qualquer bom filme de medo que se preze.

Uma sucessão de sustos

Quando parece que tudo está a andar normalmente, acontece uma cena totalmente inesperada que assusta completamente a pessoa sentada tranquilamente no cinema. Os sustos são uma constante nos filmes de terror graças a uma máxima: o que não vemos dá-nos mais medo que o que vemos, por culpa da incerteza. Assusta e triunfarás, e os melhores cineastas do ramo sabem disso.

Acessórios e sangue, muito sangue

Certos acessórios converteram alguns filmes de terror em filmes míticos. Todo o tipo de facas, machados, pistolas, arpões… provocam arrepios ao público e convertem os protagonistas que os levam em seres aterradores. Estes elementos básicos dos filmes de terror costumam ir acompanhados por sangue, muitos litros de sangue, que inundam o ecrã e deixam os espetadores em choque.

A pós-produção adequada

Um bom trabalho de edição terá como consequência que um bom filme de terror se converta em excelente. Aplicar os efeitos especiais adequados, tendo em conta a iluminação, cortes e a ambientação sonora, é de importância vital para que o filme provoque os efeitos desejados.

E agora, achas que já sabes distinguir um bom filme de terror de um flop? Conta-nos quais são os teus filmes favoritos!