Noite de Halloween: Aproxima-se o dia das bruxas e vem acompanhado pela tua Fanta!

 

Estás a marcar com uma caveira os dias que faltam para 31 de outubro?

Estás a planear há um mês a máscara mais medonha e original jamais vista ever?

Se respondeste sim às duas perguntas, não há dúvida que também és mega fã da noite de Halloween.

E não é à toa que esta celebração deixou de ser algo que só se via nos filmes de Hollywood para se converter num fenómeno mundial. Sim, sim, mesmo que não acredites, houve um tempo em que o Halloween não era mais do que uma palavra difícil de pronunciar no nosso país.

 

 

Conheces a origem da noite de Halloween?

 

A origem desta celebração foi na Irlanda nos tempos dos Celtas. Esta cultura celebrava o início do um novo ano no final do verão, que eles identificavam com o final da temporada das colheitas.

Os Celtas, que eram pessoas muito supersticiosas e com um gosto especial por magias e feitiços, acreditavam que os maus espíritos dos mortos os visitavam nessa altura tentando possuí-los. Assim, para evitar problemas desnecessários, os Celtasapagavam as luzes e os fogos das suas casas para passarem desapercebidos, colocando velas fora das suas casas para garantir que os mortos seguiam o caminho sem perturbar os vivos. Esta tradição espalhou-se pelos territórios mais próximos, chegando inclusive aos Romanos uns anos mais tarde. Depois disto, os cristãos adaptaram esta festa peculiar à sua religião, convertendo-a no Dia de Todos os Santos.

Curiosamente, nalgumas culturas da América também se celebrava o Dia dos Mortos há milhares de anos atrás, sendo especialmente popular no México.

 

E qual o significado da noite de Halloween nos dias de hoje?

 

Até aqui tudo bem, certo? Mas é claro que te estás a perguntar: “ok, mas e as abóboras e o pedir doces aos vizinhos da frente vem de onde?”

 

Há cerca de 200 anos, muitos irlandeses emigraram para os Estados Unidos em busca de uma vida melhor e levaram consigo tradições e lendas.

Uma delas explica como um doidivanas da época clamado Jack-O’-Lantern, morre e fica preso no limbo depois de fazer um pacto com o diabo. Em troca, este último dá-lhe uma abóbora com uma vela no seu interior para que possa encontrar o caminho até ao Juízo Final.

Como vês, não ter telemóvel nem televisão incentivou a imaginação dos irlandeses até limites inesperados (que mais poderiam fazer nos tempos livres se não fosse isto?).

A noite  de Halloween começou a ser conhecida entre os americanos e estes tornaram-na popular à sua maneira.

Mas, como sempre, há desmancha-prazeres que estragam tudo. O que começou como uma celebração com partidas inocentes entre colegas acabou por ficar fora de controlo… Então, para repor a paz e recuperar o espírito festivo, seguiu para uma forma mais familiar e divertida: festas de máscaras, danças, comes e bebes, recolha de doces…

 

Agora que já sabes de onde aparece a tua festa favorita e tens a máscara pensada, só falta arranjares um carregamento de Fanta para desfrutar com os teus amigos da noite mais aterrorizadora do ano enquanto contam histórias de terror.

 

E se és daqueles que mal podem esperar para desfrutar do espírito do Halloween e és viciado em adrenalina, não percas, desde já, as nossas redes sociais, porque não vamos parar até te assustar e aqui não há doçura ou travessura que valha.

Por algum motivo somos da cor das abóboras, não?