É o momento de apreciar os nossos cafés e restaurantes

Eles estiveram sempre lá para nós.

É a altura de estarmos lá para eles.

 

O que seria de nós sem os nossos queridos cafés e restaurantes?

Todas aquelas conversas que só se podem ter no "café de sempre". Aqueles jogos com os nervos à flor da pele. Aqueles olhares de cumplicidade, sobretudo, quando resta apenas o último rissol, e finges que não, mas acabas por comê-lo tu, e limpas a boca dissimuladamente com um daqueles guardanapos que nem sempre cumprem a sua função...

Os cafés e restaurantes em que dizemos "hoje não me vou envolver" e acabamos por nos envolver. E, não nos enganemos, esses são sempre os melhores planos, mas, não te preocupes, guardamos o teu segredo. Os cafés e restaurantes onde uma Coca-Cola bem fria está à tua espera depois de um treino. Essa que sabe verdadeiramente à glória.

O ritual das tardes de quinta-feira ou do aperitivo ao domingo; o café para dar tudo e de beber algo tranquilamente com os de sempre; o café da praia, o da serra ou o do teu bairro. Porque, honestamente, isso de que "todos os caminhos vão dar a Roma" deveria ser "todos os caminhos vão dar a um café". Os cafés e restaurantes são esses companheiros da vida que estão lá onde quer que vás e que, muitas vezes, tomamos por garantido. Mas, são tão necessários!

E, o mais importante de tudo, a sua gente. Porque quando vamos a um café, não queremos ver apenas os nossos amigos, também queremos vê-los a eles. Perguntar "Tudo bem?", e respondem "Tudo bem" e o tudo, de repente, fica um bocadinho melhor. Porque, em poucos sítios te perguntam "O de sempre?" e com segurança respondes que sim com a confiança de que acertarão. Porque eles fazem de cada café um lugar único.

Por tudo isso, é tempo, mais do que nunca, de apreciar os nossos cafés e restaurantes.

 

DESFRUTAR DO ANÚNCIO DESFRUTAR DO POEMA